Roteador para IoT?

Roteador para IoT

Qual o melhor roteador para IoT? Bem, o melhor eu não sei, mas sem dúvidas tem roteadores WiFi que são mais adequados e vou expor minha recente experiência em relação a isso nesse artigo, assim como uma apresentação nesse vídeo de 90 segundos.

“Roteador para IoT” por que?

Não é que tenha sido criado “para” IoT. É um roteador WiFi de excelente custo/benefício, mas tenho grandes suspeitas de que foi criado pensando em smart home, e agora explico o que aconteceu.

Aqui tenho quase 20 dispositivos conectados. Simultaneamente, não mais que 16. Parece um exagero, mas não vou entrar nos detalhes de cada dispositivo. O fato é que nas últimas semanas o número foi subindo gradativamente devido à entrada de novos dispositivos inteligentes, como as lâmpadas, a tomada e a central de infra-vermelho, que somado aos dispositivos anteriores serviram de “estopim” para essa bomba. A rede WiFi já estava oscilante, mas dava pra conviver, porém chegou em um ponto que alternadamente os dispositivos paravam de responder aos comandos da Alexa; uma VPN às vezes falhava e coisas sutis para serem determinantes ocorriam desse modo. Mas em dado momento perdi totalmente o controle sobre os dispositivos inteligentes e falhou inclusive a conexão com a internet. Hora de trocar o velho roteador WiFi de duas antenas por um mais atual. E aí entrou o TP-Link Archer C6.

Características do Arch C6 AC1200

Existem outros roteadores AC1200, mas o Arch C6 tem algumas características importantes. Uma delas é o gerenciamento inteligente da banda, ajustando a melhor condição para o dispositivo conectado a ela. Isso significa que ela alterna automaticamente entre 2.4GHz e 5GHz, conforme o que for melhor. Porém esse recurso não funcionou bem em meu laptop com Linux Mint. Não sei se foi questão de hardware ou driver, mas acabei desabilitando o gerenciamento inteligente e minha esposa ficou conectada à banda 5GHz enquanto mantive meu laptop em 2.4GHz, ainda que eu esteja mais perto do “roteador para IoT”.

Imediatamente todos os dispositivos passaram a responder adequadamente, a velocidade na rede local (por WiFi) ficou impressionante e o tempo de resposta reduziu de forma que nunca tinha visto antes. E essa é a promessa do Archer C6: Maior número de dispositivos conectados. Então, existe um “roteador para IoT”? Bem, eu diria que sim, e o Archer C6 sem dúvidas é um deles.

Além do tradicional gerenciamento pela interface web, ainda tem o app Tether para Android e iOS. Uma coisa interessante é que tem skill dele para Alexa, mas esse dispositivo eu não tenho coragem de gerenciar por voz devido a questões de segurança. Já escrevi sobre os riscos de IoT mal gerenciados.

Vídeo

O vídeo de 90 segundos complementa as informações desse artigo e coloquei um sutil humor para descontrair, já que como locutor sou um ótimo programador. Se não é inscrito no canal ainda, alegre meu dia e conceda-me seu apoio nessa minha nova empreitada inscrevendo-se no canal, já que anteriormente os vídeos eram relaxados, pois a intenção era só mostrar as provas de conceito, porém agora quero oferecer uma nova experiência aos leitores do blog.