Embeddedesp8266Programação

Primeiros passos com o Sming dentro de um container (ESP8266)

Compilação do blink

No artigo anterior mostrei como montar seu container para utilizar o Sming de forma fácil em seu ESP8266. Esse artigo é uma continuidade, onde veremos como manipular o ambiente.

Primeiramente, repare que quando voê abre a IDE do Cloud9, na base da janela à esquerda você encontra um shell. Se você não é usuário Linux, um shell é como um terminal do Windows, é seu acesso ao interpretador de comandos. Clique nesse terminal e comece compilando o ambiente:

Todas as coisas serão compiladas sem erros nem dependências, porque você está utilizando um container docker, que teoricamente deve lhe oferecer um ambiente funcional e o intuito desse container é justamente minimizar o trabalho de preparação do ambiente de compilação.




Se quiser fazer um “hello world” para testar o ambiente de cara, sugiro o tradicional blink:

Isso é tudo o que você precisa fazer. O make já lhe dará toda a informação sobre a compilação. Entre as informações, você vê que foi compilado uma ROM com suporte ao SPIFFS, que é o sistema de arquivos para ESP8266.

Compilação do blink
Compilação do blink

E o mais legal em utilizar o “make flash” é que o make se encarregará de fazer o erasing da flash antes de subir o novo firmware, tudo de forma transparente.

Saida do "make flash"
Saida do “make flash”

Criar seu próprio projeto

Agora preciso confessar que não sou muito organizado e muito menos paciente. Invés de procurar como criar um projeto dentro dos padrões, preferí copiar o próprio diretório desse exemplo e então modificar apenas o arquivo em app, que é justamente o código do programa que rodará no ESP8266. Você pode tranquilamente fazer seus includes (desde que existam os arquivos) e assim adicionar todas as funcionalidades pretendidas.

Para não dizer que não dei uma dica “limpa”, o Cloud9 inicia o projeto no diretório “workspace”. Você pode criar aí a estrutura do seu programa, tal qual é o diretório de um dos exemplos disponíveis em /opt/sming.

Para o próximo artigo pretendo ter migrado o código de controle do frigobar. Se tudo correr bem, escrevo os detalhes da migração, senão pulamos pra outro assunto…

Inscreva-se no nosso newsletter, alí em cima à direita e receba novos posts por email.

Siga-nos no Do bit Ao Byte no Facebook.

Prefere twitter? @DobitAoByte.

Inscreva-se no nosso canal Do bit Ao Byte Brasil no YouTube.

Nossos grupos:

Arduino BR – https://www.facebook.com/groups/microcontroladorarduinobr/
Raspberry Pi BR – https://www.facebook.com/groups/raspberrybr/
Orange Pi BR – https://www.facebook.com/groups/OrangePiBR/
Odroid BR – https://www.facebook.com/groups/odroidBR/
Sistemas Embarcados BR – https://www.facebook.com/groups/SistemasEmbarcadosBR/
MIPS BR – https://www.facebook.com/groups/MIPSBR/
Do bit Ao Byte – https://www.facebook.com/groups/dobitaobyte/

Projetos Arduino e Eletrônica – https://www.facebook.com/groups/projetosarduinoeletronica/

ESP8266 BR – https://www.facebook.com/groups/ESP8266BR/

Próximo post a caminho!

One comment

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: