Compilar o Fritzing

Estava prestes a publicar um novo artigo, então quando fui desenhar o wiring no Fritzing, começou a travar de tal forma que tive que reiniciar o sistema. Por conta disso, preferi compilar diretamente do source afim de deixá-lo altamente compatível com meu sistema. De quebra, pude compilar o fritzing-parts atualizado. Bem, a compilação já foi mais simples, mas hoje tem além de tudo umas dependências chatas demais a tratar, então decidi preceder o outro artigo com a compilação do Fritzing, que poderá servir para versões futuras até que algo mude novamente.

Pacotes iniciais





Para fazer bonitinho, inicie instalando algumas dependências pelo gerenciador de pacotes antes de proceder com downloads códigos de outras dependências.

Agora inicie o download dos códigos principais; o Fritzing e o fritzing-parts:

Você precisará do Qt, portanto baixe-o no site oficial e proceda com a instalação, preferencialmente deixando o diretório padrão de destino (normalmente ~/Qt).

Após baixado, dê permissão de execução a ele:

Se tiver problemas com o libgit2, sinto informar, mas aí você terá que adotar esse procedimento dentro do diretório ~/fritzing-app:

Se tiver problema com a versão da libboost, faça o download desse link e coloque-o no diretório   ~/fritzing-app/:

Agora é a vez da libgit2, caso você precise fazer a instalação dela. Entre no diretório com link simbólico e siga com a execução do cmake:

Mude em /home/seu_usuario/fritzing-app/tools/linux_release_script/relase.sh na linha 85:

E na linha 13, mude o QT_HOME:

A partir desse diretório, execute o script que lá está:

Esse último passo deve demorar bastante, mas bastante “mesmo”. Desse jeito, ele baixa sozinho o fritizng-parts, então você não precisará passar parâmetros. É apenas uma opção.

Se der erro ainda, calma. Terminado, faça o seguinte:

Edite o arquivo release.sh e mude o path do Fritzing na linha 93 para:

Mas mantenha o restante da linha.

Agora você poderá repetir o processo ou simplesmente executar a linha 93 do release.sh. Supondo um retrabalho:

Ou abra o QtCreator e abra o projeto contido nesse diretório ~/fritzing-app/phoenix.pro. De um Ok no padrão do projeto (se for a primeira vez que está abrindo o QtCreator) então volte à aba Projects e clique na aba “Run”. Coloque em Arguments o seguinte:

E no arquivo phoenix.pro, localize a região onde está escrito “unix” no começo e modifique o que estiver diferente disso:

Depois é só salvar (Ctrl+S) e rodar (Ctrl+R). Você verá várias mensagens no rodapé, no número 3 (clique nele). Se finalizar sem erro, você verá uma linha azul com “exit 0”. Agora volte à janela dos fontes do Fritzing e execute o programa “Fritzing”. Pronto.

Agora com licença, preciso terminar o artigo que depende de um desenho no Fritzing!

Inscreva-se no nosso newsletter, alí em cima à direita e receba novos posts por email.

Siga-nos no Do bit Ao Byte no Facebook.

Prefere twitter? @DobitAoByte.

Inscreva-se no nosso canal Do bit Ao Byte Brasil no YouTube.

Nossos grupos:

Arduino BR – https://www.facebook.com/groups/microcontroladorarduinobr/
Raspberry Pi BR – https://www.facebook.com/groups/raspberrybr/
Orange Pi BR – https://www.facebook.com/groups/OrangePiBR/
Odroid BR – https://www.facebook.com/groups/odroidBR/
Sistemas Embarcados BR – https://www.facebook.com/groups/SistemasEmbarcadosBR/
MIPS BR – https://www.facebook.com/groups/MIPSBR/
Do Bit ao Byte – https://www.facebook.com/groups/dobitaobyte/

Projetos Arduino e Eletrônica – https://www.facebook.com/groups/projetosarduinoeletronica/

ESP8266 BR – https://www.facebook.com/groups/ESP8266BR/

Próximo post a caminho!

 

 

 

 

Comments

comments

Djames Suhanko

Djames Suhanko é Perito Forense Digital. Já atuou com deployer em sistemas de missão critica em diversos países pelo mundão.Programador Shell, Python, C, C++ e Qt, tendo contato com embarcados ( ora profissionalmente, ora por lazer ) desde 2009.