Como executar videos do computador no Chromecast

Gosto bastante do Google Chromecast. Comprei há algum tempo para a TV do quarto e gostei tanto que comprei para minha TV smart da sala também. Sua interface é bem intuitiva, prática e funcional. Para tocar algo como do YouTube ou Netflix por exemplo, basta clicar no respectivo ícone disponível nesses serviços e pronto, lá estará.Até escrevi um artigo para fazer interface entre um servidor de midia Linux e o Chromecast, utilizando um smartphone como bridge. Esse artigo você pode conferir aqui. Só que recentemente surgiu mais uma necessidade de uso para mim. Baixei os capítulos da última temporada de Doctor Who e queria assistir na TV, mas no computador atual ainda não configurei um servidor de midia, então pensei se não havia alguma maneira mais prática de exibir os videos do computador no Chromecast e adivinha? Tem sim, mas é pra Linux. A partir daqui você já sabe, hum?

E como tocar videos do computador no Chromecast?





Fácil. Clone o repositório do stream2chromecast – um programa feito em Python que interage com o Google Chromecast através do ffmpeg ou avconv. Para suprir as dependências, primeiro instale o ffmpeg ou avconv e também o git:

Agora só falta o programa stream2chromecast. Faça o clone do repositório:

Pronto, você já deverá estar apto a executar seus videos, desde que suportados pelo ffmpeg/avconv.

Comandos

Não acho que possa ser mais simples do que isso, mas de qualquer modo, é linha de comando. Eu até poderia fazer uma interface em Qt, mas logo teremos programas espetaculares para isso, tenho certeza. Então, sigamos por linha de comando, ok?

Tocar um video para um Chromecast

O “básico do básico” é chamar o stream2chromecast seguido pelo nome do arquivo e ele se encarregará de encontrar o Chromecast para enviar a streaming:

Adicionando o programa ao path do sistema

Ou ainda, você pode copiar para o path do sistema, ou incluir o diretório no path. Quando se trata de programas pessoais, gosto de criar um diretório bin no meu home e adicioná-lo ao path do sistema:

Para efeito imediato, faça o export manualmente:

Não se esqueça de mudar o home para o seu usuário, estou utilizando o meu usuário para exemplificar. Pra finalizar, renomeie o diretório stream2chromecast para bin. Os próximos programas que forem pessoais, bastará jogar dentro desse diretório bin:

Agora você não precisará mais preceder o programa stream2chromecast com ‘./’ ou com ‘python ‘. Considerando essa condição, sigamos com os exemplos.

Transcode de midias não suportadas





Para isso, utilize a opção ‘-transcode’. Ex.:

Tocar video diretamente de uma URL

Esse sim é um recurso prático. Você pode pegar a URL de qualquer arquivo de midia remoto e tocá-lo diretamente no Chromecast. Nesse caso:

Controles do player

Controlar a midia também é bastante simples, bastante passar a função desejada como parâmetro para o stream2chromecast precedido pelo sinal de menos (“-“). Exemplos:

Selecionar um Chromecast

Bem, como eu disse, tenho 2 chromecasts em casa e nesse caso é necessário selecionar onde tocar a midia. Isso pode ser feito pelo nome do dispositivo ou pelo endereço IP. Além disso, você pode listar previamente os dispositivos disponíveis.

Videos do computador no Chromecast
Videos do computador no Chromecast – lista de dispositivos

Daí basta selecionar o dispositivo ou endereço IP:

Bom, chega de comandos. Isso já é o suficiente para você expandir seus recursos tecnológicos de lazer, hum?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1.783 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...

Inscreva-se no nosso newsletter, alí em cima à direita e receba novos posts por email.

Siga-nos no Do bit Ao Byte no Facebook.

Prefere twitter? @DobitAoByte.

Inscreva-se no nosso canal Do bit Ao Byte Brasil no YouTube.

Nossos grupos:

Arduino BR – https://www.facebook.com/groups/microcontroladorarduinobr/
Raspberry Pi BR – https://www.facebook.com/groups/raspberrybr/
Orange Pi BR – https://www.facebook.com/groups/OrangePiBR/
Odroid BR – https://www.facebook.com/groups/odroidBR/
Sistemas Embarcados BR – https://www.facebook.com/groups/SistemasEmbarcadosBR/
MIPS BR – https://www.facebook.com/groups/MIPSBR/
Do Bit ao Byte – https://www.facebook.com/groups/dobitaobyte/

Próximo post a caminho!

Djames Suhanko

Djames Suhanko é Perito Forense Digital. Já atuou com deployer em sistemas de missão critica em diversos países pelo mundão. Programador Shell, Python, C, C++ e Qt, tendo contato com embarcados ( ora profissionalmente, ora por lazer ) desde 2009.